quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Limpador de barro da sola de sapato na igreja matriz de Santo Antonio em Santa Bárbara -MG

matriz da cidade de santa bárbara
limpador de sola de sapato - porta de entrada da igreja matriz  em Santa Bárbara -MG

Aos olhos distraídos dos visitantes, quase sempre inclinados a observar a beleza arquitetônica exterior da igreja, passa despercebido, embora exista e mesmo sendo pouco utilizado em nosso mundo contemporâneo, ele está lá. e "vivinho da silva"...

Falo do limpador de barro da sola de sapato e ... de outras coisinhas que por ventura tornarem o calçado sujo a ponto de estar impróprio para com ele se adentrar no interior da igreja.

Santa Bárbara é uma cidade bem antiga e como tantas outras que surgiram no século XVIII, teve o calçamento inicial somente nas ruas centrais e mesmo assim em fins do século XIX e início do século XX. Isso significa que as pessoas transitavam a maior parte do tempo por ruas de terra e quando essas não estavam empoeiradas, certamente estavam cobertas por lama, daí a utilidade do limpador.

Imagine que a maioria da população naquele tempo era católica e frequentava as cerimonias religiosas mesmo em épocas de chuvas. Chegando na igreja haviam de encontrar um jeito de limpar os calçados. Normalmente raspavam o barro e depois lavavam o calçado numa bica ou chafariz próximo.

Essa regra era geral, porém poucas limpadores originais como esse ainda podem ser encontrados. Eles eram usados também nas entradas das casas e prédios públicos.

Não consegui saber há quanto tempo ele está ali, mas pelos traços artesanais, acredito que deve ser secular. E muito charmoso!

Já falei de Santa Bárbara em outra postagem que você poderá ler clicando AQUI .

E ai, você conhece algum limpador de sola de sapato? Conta pra mim.

35 comentários:

  1. Oi Anabela,
    Fazia tempo que eu não via um limpador como este. Qdo eu era criança,morava em Jaú - SP e no mercado municipal ainda existiam alguns,mas já estavam sem uso. Este mercado pegou fogo e foi totalmente destruído. Ele foi reconstruído, mas os limpadores não voltaram depois do incêndio.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Que captura interessante Anabela!
    Eu acho que já vi algum limpador de barro e foi em cidade histórica. Lembro bem daqueles de ferro, que ficam no chão, tipo um tapetinho, sabe?
    Um beijnho querida.

    ResponderExcluir
  3. Ainda há muitos casas antigas um limpador mas já estão sem uso pois também nao há mais ruas de terra .
    abraço

    ResponderExcluir
  4. Nunca vi tal peça, mas fico muito agradecida da partilha é uma peça com grande encanto e de grande valor, embora passe despercebido aos olhos de muita gente.
    Beijinho grande Anabela.

    Susana

    ResponderExcluir
  5. Que legal! Não conhecia! Adorei! bjs, chica

    ResponderExcluir
  6. Engraçado, nunca tinha ouvido falar de Limpador de sapatos, nem nunca tinha visto nenhum
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  7. Secalhar já passei por muitos e nunca reparei! Muito engraçado mesmo! =)
    Beijinhos e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  8. Obrigada pelo teu comentário =)

    Desconhecia isso =)
    Por acaso nunca reparei mesmo.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  9. Oi Anabela
    Olha, não sabia da existência deste objeto, muito interessante, bem peculiar.
    Beijo, querida.

    ResponderExcluir
  10. Anabela...obrigada pela visita!
    Nunca tinha ouvido falar!

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde!
    Desconhecia essa peça, porém, acho muito util sim! Adorei a postagem

    Beijo
    Bom fim de semana.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  12. Boa tarde Anabela
    Obrigada pela visita.
    Interessante esse limpador,ainda não tinha visto.
    Gostei muito do blog.
    Beijos,abençoado final de semana!

    ResponderExcluir
  13. Desconhecia. Adoro esta interacção entre os povos
    Kis:=}

    ResponderExcluir
  14. Há coisas mesmo importantes que passam tantas vezes despercebidas. Eu não conheço nenhum.

    ResponderExcluir
  15. Particularmente nunca vi um deses, mas sei que em alguns lugares dos EUA existem limpadores (mais modernos) para que as pessoas possam limpar a neve do pé ao entrar em determinado estabelecimento.
    Acabei de conhecer seu cantinho!
    Até breve!

    ResponderExcluir
  16. Não conhecia essa peça, mas com certeza foi muito útil na sua época.
    sobre sua pergunta, a flor é da stapelia uma suculenta, e é de verdade, ela é bem diferente de outras flores e parece mesmo ser artificial.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Olá Arabela, vim agradecer sua visita, encantada com seu blog, um verdadeiro acervo cultural além de muito bem montado. Amei o que vi por aqui, imagens lindas, sou apaixonada pelas Gerais, já fiz passeios por algumas cidades.
    Bom domingo.]
    bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Anabela, desculpa pela troca do nome.
      Bom domingo!

      Bjs!

      Excluir
  18. Olá Anabela! muito interessante esses limpadores de sapato, nunca os vi, fui apresentada agora rsrs
    Obrigada pela visita, seja sempre bem vinda no meu cantinho. Bjs e ótima semana.

    ResponderExcluir
  19. Olá Anabela, bom dia!

    Os vossos blogues são muito bons.
    Gostaríamos de iniciar uma parceria contigo.
    Favor entre em contato conosco pelo nosso email:
    contato@cortejando.com para maiores informações.

    Feliz 2017!

    ResponderExcluir
  20. Querida Anabela!
    Grata pela partilha, me fizestes relembrar de algo que estava guardado na gavetinha da mente. Na minha infância morava no Paraná, lá a terra roxa grudava na sola dos sapatos e em muitas casas havia o limpador. Amei essa lembrança!
    Grande abraço pra ti e uma semana abençoada!

    ResponderExcluir
  21. Interessantíssimo! Não conhecia a existência do limpador de barro da sola de sapato. Obrigada por partilhar.
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  22. Super, hiper mega interessante esta idéia. Não conhecia tal e acho que vou mandar fazer um para colocar lá em casa para meus netos usarem kkkkkkkkkkkkkkk. Ah! amiga valeu tua visitinha na minha casinha e o carinho deixado, tanto que já expus na prateleira especial teu cantinho.
    http://sereia-lindalva-pagina.blogspot.com.br/p/prateleiradaamizade.html

    Espero que encontre um tempinho para participar da nossa BC do carnaval. Grande beijo e uma semana de luz!

    ResponderExcluir
  23. Muito interessante, quase um testemunho histórico.
    Beijo

    ResponderExcluir
  24. Boa Noite, querida Anabela!
    Não conheço o apetrecho. Interessante!
    Um dia quem sabe conheço essa cidade?
    Bom muito fraterno

    ResponderExcluir
  25. Que interessante!
    Confesso que nunca reparei, vou procurar aqui pela cidade rs
    Bjus
    Taty
    Na Casa dos Abrantes
    Canal

    ResponderExcluir
  26. Muito interessante o texto. Na verdade você tem toda razão, muitas vezes não reparamos nas coisas mais simples. Parabéns pelo texto. Obrigado por visitar o Falando Um Monte. Muito gentil e inteligente seu comentário.

    ResponderExcluir
  27. Que incrível isso Anabela! Eu mesmo, passaria batido pelo limpador de barro, sem saber para que o objeto servia. Adorei a explicação!

    ResponderExcluir
  28. Agradeço a sua visita ao meu blog. Gostei de conhecer este limpador de sapatos, pois não sabia que existia algo assim.
    Um abraço.
    Élys.

    ResponderExcluir
  29. Não fazia ideia do que era isso :)

    ResponderExcluir
  30. Anabela, adorei seu blog! Conteúdo muito bom!

    Eu tinha uma peça de ferro lá no sítio para limpar os calçados. Porque é horrível em tempo chuvoso!

    Abraços

    ResponderExcluir
  31. Desconhecia por completo!... E por isso, adorei seu post, Anabela, que já me deu a conhecer algo novo, hoje!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderExcluir
  32. Oi Anabela, gostei imensamente de teu blog. Parabéns! Nessa postagem tenho que deixar meu comentário também para dizer-te que vi esse limpador de botas para retirar o barro grudado, pela primeira vez no Rio Grande do Sul, só que o desenho era um pouco diferente - uma lâmina reta solidária a dois espigões imersos em bloco de concreto fundido e curado com eles. Eu gosto dessas curiosidades. Gosto tanto que cheguei a ter um pequeno museu para expor coleção particular. Grande abraço. Laerte.

    ResponderExcluir
  33. Que legal faz tempo que não o via.
    Lembro deles na minha cidade Itabira nos anos 60 e também este de Mariana e outras cidades da região. Lembro que em minha casa de um limpador de sola de sapato e botina, mas fora feito por meu pai nas dependências da Vale lá em Itabira.
    Boa partilha Anabela.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para mim. Seja benvindo e volte sempre!